Hundertwasser: arquitetura do faz-de-conta na Alemanha

15 mar
Waldspirale, Darmstadt

Waldspirale, Darmstadt

Quando se fala em arquitetura a referência para nós brasileiros é Oscar Niemeyer, que infelizmente nos abandonou no fim do ano passado. Mas se a gente der uma olhada pelo mundo a gente encontra também muitos outros grandes arquitetos que são autores de obras incríveis. Eu vou falar hoje do austríaco de Viena Hundertwasser.

Como eu não quero transformar esse post em um artigo à la Wikipedia, eis aqui links da própria Wikipedia para vocês conferirem sobre o Hundertwasser:

Em inglês

Em alemão

Em Espanhol

Em portugues (nem perca se tempo, la nao tem nada! Trotzdem posto aqui).

Hundertwasser. Fonte: Wikipedia

Hundertwasser. Fonte: Wikipedia

Dado esses passos, seguimos a minha experiência com o Hundertwasser. Eu estava em Darmstadt, visitando meu cunhado e sua namorada. Como eu nunca havia estado lá e não fazia idéia do que a cidade apresentava meu cunhado entrou na internet e mostrou algumas coisas possíveis de fazer. De cara eu queria ir até o Castelo Frankenstein (que nada tem a ver com a história da Mary Shelley). Mas aí meu cunhado, já incomodado de estar tanto tempo sentado na frente do compuatador e de nós visitas não sermos capazes de decidir onde ir, como quando etc, me perguntou com um sorriso de alívio, pois acho que ele imaginava finalmente ter conseguido achar algo que eu iria querer fazer unbedingt: Você já viu a Hundertwasserhaus? Na minha cabecinha de “Fantástico Mundo de Bob” eu traduzi automáticamente, na melhor maneira que o Google Tradutor faria, casa das centenas de águas. Franzi a testa.

Meu cunhado percebendo minha pertubação mental mostrou-me então algumas imagens na internet e me explicou que Hundertwasserhaus era a casa do Hundertwasser e que Hundertwasser por sua vez era o nome do arquiteto que as planejou. Aaaaahhhhh.

Pois ele tinha razão. Ao ver as imagens na internet cresceu em mim uma ânsia de ser teletransportada imediatamente para a rua onde estavam aquelas casinhas lindas – que vocês podem conferir nas imagens abaixo. Como descrever o que é estar naquele lugar? Um sonho. A arquitetura parece coisa de contos de fadas. Nunca havia visto algo semelhante em toda minha vida. Acredito que parte do trabalho dele foi inspirado pela arquitetura japonesa\asiática.  O local se chama Waldspirale – floresta espiral na tradução literal. Cada porta, cada janela é um Unikat, único, exlusivo. Até mesmo dentro dos apartamentos eu li que tudo é exclusivo, até os pequenos detalhes como fechaduras, portas etc.

Esse foi meu primeiro contato com um Hundertwasserhaus, no começo de 2012. Em julho de 2012 eu tive uma outra grata surpresa, mesmo dentro de uma situação não tão agradável. Eu estava voltando da documenta com uma amiga e nós não prestamos atenão na hora de descer do ICE (trem de alta velocidade da Alemanha). Foi o último trem possível para voltar pra casa. Para resolver nossa situação da maneira mais simples possível fomos parar em Magdeburg. Teríamos que passar a noite esperando pelo tem das 6. Não tínhamos dinheiro para hotel, e pouco para comida (eu havia esquecido a senaha do meu cartão e ela não havia levado o dela). Pelo menos era verão e isso era um consolo. Saímos pela rua pra procurar um abrigo, um restaurante, café, que ficasse aberto a noite toda, mas não achamos um cantinho que fosse, afinal, é querer demais de uma cidadezinha alemã que se encontre esse tipo de coisa. Mas passamos em algum lugar da cidade, e la eu vi, em Magdeburg um Hundertwasserhaus. Eu fiquei saltitante e feliz de descobrir que alí também tinha, infelizmente minha amiga estava tão imersa na dificuldade da nossa situação que não conseguiu entender o porquê da minha alegria. Era a grüne Zitadele – a cidadela verde. Hundertwasser era um ativista em prol do meio ambiente e contra ditaduras opressoras (ok, é quase redundante falar ditadura opressora). Por defender o meio ambiente, ele era contra o capitalismo selvagem empregado pelos Estados Unidos e vendido à Europa e Ásia. Por isso seus projetos tinham sempre nomes voltados ao meio ambiente, quando voltada a moradia. Geralmente são locais maiores e as ruas onde os condomínios ficamrecebem um nome especial, oo nome do projeto, geralmente a ver com a natureza. As casas ainda possuem cafés e locais de lazer para crianças. A de Darmstadt tinha ainda um lago, que eu acho que não cheguei a ver. A de Magdeburg tem uma fonte. Infelizmente em Magdeburg eu estava sem câmera e ra noite, não deu para fotografar. Mas fotografei em Darmstadt e também no meu último enontro com um Hundertwasser que conto a seguir.

Estávamos indo para Flensburg, para passar as férias, também em 2012m agora porém em setembro. Eram 10 horas de viagem de Jena até lá. No meio do caminho, depois de umas cinco horas de entra-e-sai de trem com bicicletas, bolsas e sacolas com comidas, a gente chegou em Ulzen. Quando o trem foi se aproximando da estação meu coração disparou. Estava se revelando diante de mim mais uma obra do Hundertwasser. Três encontros num mesmo ano. Será coincidência, um sinal divino? Não sei, mas sei que o fato de ser uma estação do Hundertwasser fez com que as meia hora que tivemos que ficar ali, a espera do trem para Hamburg, foram as melhores e mais proveitosas meia hora de espera numa estação que eu já vivi. Por conta das bicicletas e bagagens eu não pude explorar mais a estação, mas pretendo voltar a cidade só por causa dela. Quer um cartão de visita mais convidativo que uma estação bonita, colorida e limpa?

Pois é queridos, eu demorei muito para escrever esse post sobre o Hundertwasser. Primeiro pensei em fazer um post biográfico, mas existe Wikipedia para isso. Depois pensei em falar sobre arquitetura, mas eu não sou arquiteta (aliás nem o Hundertwasser, ele era um artista e se auto-intitulou doutor arquiteto), portanto teria que fazer uma pesquisa muito demorada que provavelmente não ficaria tão boa como se fosse feita por alguém do ramo. Então resolvi contar minha experiência com o mundo encantado criado pelo doutor arquiteto, artista, ativista pelo meio ambiente e fascinador de olhos de pessoas que como eu, envelhecem, mas jamais deixam de ser crianças e viverem no mundo de faz de conta…

6 Respostas to “Hundertwasser: arquitetura do faz-de-conta na Alemanha”

  1. Ianne Zavarise (@iannezavarise) 15/03/2013 às 10:20 am #

    Lindo post, adorei! Só ri na parte do “Pelo menos era verão e isso era um consolo.”… Consolo, amiga? Foi o fato que salvou a vida de vocês!!! Passar a noite do lado de fora na Alemanha, dependendo da época, pode significar virar manchete de jornal no dia seguinte! Uma vez, no outono, esqueci a chave da casa onde era Au Pair e quando percebi era meia noite… Não queria acordar a família, mas logo logo mudei de ideia… rs… O olhar frio que recebi foi menos frio que lá fora, rs…

    • Misskess 16/03/2013 às 7:50 am #

      Ianne, obrigada pelo feedback🙂
      Eu acho que me posicionei de forma tão positiva aí pois minha amiga é muito intéprida e conseguiu convencer o faz-tudo do Jugendherberg de nos deixar ficar la dentro no saguão do Albergue. Aí puxou asusnto e no fim ele nos deu chá, biscoito, pão, frutas hahahaha
      Foi uma aventura divertida.

  2. Fabian 18/03/2013 às 12:10 pm #

    oie, tudo bom camilla?
    Adorei o post! O hundertwasser é austríaco! lá tem a cassa dele e várias outras coisas que ele fez em viena. é muito lindo. =)

  3. Carolina 10/04/2013 às 10:05 pm #

    Amei o post e o blog …parabééns !
    Beijos

  4. joao 23/04/2013 às 11:53 pm #

    Olá, estou vendo de fazer um curso (design) de pós graduação na Alemanha porém tenho que entrar em contato com alguma instituição ou professor diretamente na Alemanha. Vocês sabem se as universidades abrem programas para intercambistas e se é fácil de estabelecer esse contato?? alguém já passou ou tentou algo do gênero. obrigado

  5. Viagens pelo mundo com Cris Wedel 12/06/2014 às 3:54 am #

    Ah!!! Eu estive em Viena, foi uma bela viagem! Parabéns pelo blog! Encontrei seu blog no grupo das brasileiras na Alemanha. Já sou uma seguidora, aproveite e siga o meu blog também, falo sobre minhas viagens pelo mundo, desde o meu primeiro intercâmbio na Alemanha!🙂 Segue o link, curta a página também no facebook!🙂

    https://www.facebook.com/pages/Viagens-pelo-Mundo/590751684365936?ref_type=bookmark

    http://cristianewedel.wordpress.com/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: