Presidente alemão pressiona mídia

2 jan

O presidente alemão Christian Wulff não para de meter os pés pelas mãos! Desde dezembro ele tem sido criticado por fazer um empréstimo com juros mais baixos que no mercado para comprar sua casa. O dinheiro vem de um banqueiro amigo do presidente. Para que Wulff o recebesse sem chamar muita atenção, ao invés de todo o processo ser feito em nome do banqueiro ele foi feito em nome da esposa do mesmo. A mídia alemã não pedoou. Depois de muita resistência e da afirmação de só falar através de seu advogado, o também jurista Wulff foi a TV para explicar o caso. Em suas palavras ele se fez de vítima e disse que cometeu um erro e aprendeu que nem tudo que está dentro da lei é o certo a se fazer. Deu até para ficar com um fiozinho de pena dele.

Além das críticas sobre a questão do chamdo Kredittaffaire, a imprensa alemã compara a situação do atual presidente, com o do ex-Ministro da defsa Alemã Karl Theodor von Guttenberg. Guttenberg vem de uma família de nobres e é casado com uma também ex-nobre neta de Otto von Bismarck, Stephanie zu Guttenberg. Guttenberg estava cotado para ser um próximo presidente, até o dia que se descobre que seu doutorado foi plagiado. isso foi um grande escândalo na mídia, e o casal de nobres que trazia tanto glamour pra política alemã teve que se exilar nos estados Unidos para buscar um pouco mais de paz. Mas parece que entre um doutorado plagiado e o uso de cargo para tirar vantagem de um empréstimo, a mídia ainda prefere o plágio. Manchetes do tipo “Para que uma Bettina Wulff quando se tem uma Stephanie zu Guttenberg” foram publicadas aqui e ali.

Karl-Theodor Freiherr von und zu Guttenberg, ex-Ministro da defesa alemã

Stephanie zu Guttenberg, esposa de Gutenberg e neta de Otto von Bismarck

Não bastasse toda a polêmica do empréstimo, o presidente alemão ainda tenta influenciar as matérias que saiam sobre o caso no jornal tablóide Bild. Segundo a imprensa alemã, o presidente trocou e-mails com o editor do jornal, sem sucesso ele ameaçou então a entrar com um processo contra o jornal. Como diz minha avó, mer** quanto mais mexe, mais fede…

Kai Dieckmann, Editor chefe do Bild Zeitung

Nem mesmo as festas de Natal e ano Novo foram suficientes para que os alemães esquecessem o caso. Vejamos se ele resiste, ou se teremos mais alguém abdicando. Merkel merecia entrar pro Guiness Book, afinal além de Guttenberg, outros ministros também já deixaram o cargo e até o ex-presidente Horst Köhler também renunciou ao  em 2010. Não percam os próximos capítulos dessa novela😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: