Mestrado na Alemanha

1 dez

Coisa boa voltar aqui para falar um pouco mais sobre a Alemanha. Os últimos meses foram extremamente corridos e difíceis, mesmo quando, ainda assim, prazerosos. Tenho tanta coisa para contar pra vocês, ou para expor minha opinião que vocês nem imaginam!

Mas hoje vou começar por partes. Vou falar sobre fazer mestrado na Alemanha. Recebo muitos e-mails de pessoas que tem sempre a mesma dúvida. O que fazer?Como? e por aí vai.

Primeiramente é importante saber o que relamente você quer fazer no mestrado. Não sei como funciona o mestrado no Brasil, se existem diferentes tipos de mestrados, perdoem-me, mas não faço ideia. Porém, na Alemanha isso spielt eine Rolle, ou seja, faz diferença sim. Eu vou falar mais do tipo de mestrado que eu faço, já que sobre os outros eu não tenho muito a dizer. Mas vou  fazer um pequeno tour nos tipos mais comum, não se desesperem😉

Muita gente quer fazer um mestrado na Alemanha e não sabe dessas pequenas diferenças de graduação e pega por exemplo um Master of Arts. O Master of Arts, pelo menos na Alemanha não tem um valor tão grande. (Aí você fica com uma interrogação na testa tipo: Como assim??? calma, eu explico!) Esse Master of Arts é um tipo de mestrado abrangente, ele não define em que área exatamente você quer/estüa apto para atuar. Ele não te direciona para uma área específica. É apenas um mestrado. Na Alemanha, até alguns anos atrás¹ havia outros tipos de graduações digamos assim, diferentes das que conhecemos no Brasil. Existia o Magister Atrium (M.A.) e o Diplom (Dipl.). O Magister tinha um significado semelhante ao Master of Arts. Você estudava uns cinco anos (período previsto) e tinha um M.A.. Não sei explicar muito bem como funcionava, mas sei que quase todas ciências humanas terminavam com Magister. Excessões eram ciências humanas que tinham um alto nível prático, como por exemplo cinema. Aí a graduação era Diplom.²

Esse tipo de graduações não eram comum só na Alemanha como na Europa inteira (ao que me parece). Foi depois do acordo de Bolonha que a Europa mudou seu tipo de graduação dividindo o Magister e o Diplom em Bacharelado e Mestrado. Grande parte das Universidades e Faculdades da Alemanha adotaram o novo sistema.

Mas para saber qual a direção exatamente que o estudante tomou durantes seus estudos, os alemães então passaram a dar muito valor na terminologia do mestrado, e assim volto ao tema inicial.

Eu por exemplo faço o Master of Fine Arts. Ao ver essa graduação o seu empregador já vai saber que você fez um mestrado voltado a prática, a produção criativa, seja ela escrita, cinematográfica, design etc. Ou seja, não é um mestrado científico, há também uma leve dosagem teórica, mas é a prática que mais conta. Você sai da faculdade com um belo portfolio se souber aproveitar suas chances la dentro.

Exsiste também o Master of Science (M.Sc.). Esse tipo de mestrado é comum no campo das matérias exatas como matemática, engenharia etc. Mas também em ciências humanas voltadas a pesquisa e estatística. Se você quiser ir por essa área, então esse é o tipo de mestrado que você pode escolher.

O LL.M. é o Master of Laws, voltado para juristas apenas.

Outros mestrados específicos são:

Master of Music (M.Mus.)

Master of Education (M.Ed.)

Master of Engineering (M.Eng.)

Esses tipos de mestrado eu encontrei numa pagina em alemão do Wikipedia, não para o artigo, mas já faz algumas semanas, quando alguém me disse que foi bom eu ter escolhido um Master of Fine Arts, pois um Master of Arts não valeria a pena fazer!

Clique aqui para ver a página em alemao.

Achei também essa página em inglês qe parece estar bem completa com os tipos de mestrados possíveis! Clique aqui!

Bom, esse é o primeiro passo para fazer um mestrado na Alemanha. Primeiro saber exatamente o que você quer, de acordo com seu bacharelado e com o que você pretende fazer do Master pra frente.

No próximo post vou falar um pouco mais sobre o processo seletivo!

Auf Wiedersehen! (Ou Auf Wiederlesen :D)

¹- Ainda hoje existem Universidades que oferecem o Diplom. Quanto ao Magister eu não sei.

²- A Faculdade de cinema de Munique por exemplo oferece ainda o curso nesse sistema (Diplom) com duração de 4 anos.

23 Respostas to “Mestrado na Alemanha”

  1. Mel 01/12/2011 às 8:40 am #

    Um comment rapidinho: o nome do Magister é Magister Atrium😉

    Fora isso, belo post. Bjos

    • Camilla Saloto 01/12/2011 às 8:43 am #

      Ei Mel, eu me confundi por causa de tantos Master of Arts🙂
      Ja corrigi!
      Danke danke danke😀

  2. vera 01/12/2011 às 8:40 am #

    Caraca Milla parece tudo diferente, bem eu já falei p vc q sou formada em História Licenciatura pela estadual do MA, portanto professora de História, tenho um Diploma tá isso é igual ao q vc falou Diplom.
    Eu tentei só uma vez o Mestrado em 2005 p 2006 em História Social e em outro estado MG. Lá como em todo o Brasil o processo é semelhante:
    1. Primeiro vc envia um projeto daquilo q vc intenciona pesquisar e escrever, se vc passar nessa etapa é q vc fará as outras. Enfim meu projeto foi baseado na minha monografia, passei e fui chamada p as outras etapas. Lá fui p MG.
    2.Vc faz uma prova em um determinado idioma (cronometrado), vc tem q traduzir um texto, claro q escolhi o espanhol na época nem sonhava q um dia ia parar na Alemanha, essa prova foi tranquila.
    2.1.No outro dia vc faz uma producao textual (tb cronometrado) ou um pouco mais uma espécie de artigo baseada numa porrada de livros de historiadores nacionais e internacionais, no mínimo 3 laudas p ser bom.
    2.2. No outro dia vc vai p uma entrevista, uma banca com 3 professores q te perguntam sobre teu projeto, verificam teu curriculo lates, publicacoes e experiencia profissional.
    2.3 Tinha q fazer no mínimo 70 pontos disso tudo e fiz 65,5, ou seja nao passei.
    Depois disso resolvi dá um tempo, nao tentei mais, continuei a trabalhar como professora, aí tudo mudou e agora to aki na Alemanha, kero fazer um Mestrado, no Brasil continuaria na minha área História, mas aki nao sei como funciona minha area, qual a realidade… ou como tenho estudado alemao, talvez traducao, chega né falei d+

    • Camilla Saloto 01/12/2011 às 8:47 am #

      Vera, vou continuar escrevendo nos próximos dias. Espero poder esclarecer mais as suas dúvidas e te ajudar ao longo dessa série sobre mestrado, mas acredito que aqui nao seja tão complexo como no Brasil!

      beijos

  3. Ludmila Fonseca 01/12/2011 às 8:54 am #

    Camila,

    o mestrado na alemanha e no brasil têm ainda outras diferenças sérias.

    No brasil, vc precisa ter um projeto de mestrado, feito com antecedencia. Isto significa que não basta escolher uma area, mas também um tema especifico dentro dela para trabalhar, logo no inicio. O projeto, inclusive, tem que ser embasado, já com todas as referencias teóricas e tal. Quer dizer, você já tem que ter uma noção do que pesquisar e de como pesquisar.

    Isto é um complicador pra quem é do Brasil, pretende continuar no Brasil e só quer fazer o mestrado na Alemanha porque, em muitos casos, o mestrado pode não ser reconhecido – se você já continuar no doutorado, não tem problema, porque o doutorado tem menos problemas de reconhecimento. Ou seja, se alguém pretende fazer mestrado na Alemanha, é bom pesquisar se este mestrado será reconhecido no Brasil, porque é no mínimo chato estudar dois anos e perceber que o título não vale nada.

    O processo seletivo do mestrado em terras tupiniquins é, se estivermos pensando em universidades mais renomadas, muito mais complicado, mas disso você vai tratar no seu próximo post, oder?

    Um beijo (muitas saudades de Jena, sempre).

    • Camilla Saloto 01/12/2011 às 12:21 pm #

      Oi Lud, saudades de vc tb! Fico lendo seu blog no celular a caminho de Weimar sempre q vc posta🙂
      Falando do mestrado, pois é, como disse, não sei como funciona no Brasil e os comentários aqui foram muito válidos. Vou pesquisar mais sobre a questao de validação do diploma. No meu caso tenho uma amiga que faz mestrado la na Bauhaus também. Vou ver se ela sabe como é a validação do Master of Fine Arts aí. Creio que na parte artística e de mídia, mesmo que o mestrado não seja reconhecido, a experiência de ter estudado aqui conta muito para um currículum. Porém, é muito relevante a sua observação! Obrigada viu!
      Beijos

    • Rafael Duarte Lins 08/12/2011 às 9:27 pm #

      Muito bons seus esclarecimentos também, Ludmila. Realmente, tem que saber se será válido o mestrado lá. Coisa básica e essencial, né? Bis bald!

  4. Rafael Duarte Lins 08/12/2011 às 9:29 pm #

    Quanto ao mestrado em Direito (Jura)? Sabe mais ou menos como é, Camila? Ou sabes um link onde posso encontrar mais informações? (em português de preferência xD). Até mais!

  5. Ângela 14/12/2011 às 4:44 pm #

    Oi! Queria que me falasse mais sobre os preços de um Master aí na Alemanha.

    • Camilla Saloto 01/01/2012 às 5:23 pm #

      Ângela, depende muito do que e onde você quer fazer. Nas Universidades públicas que não cobram taxa extra fica em torno de 150 a 200 euros o semestre. Já nas que cobram tava extra esse valos sovre para em torno de 700 euros o semestre. Existem ainda as entidades privadas, o valor delas eu não sei exatamente, pois varia de acordo com o curso e a universidade…

  6. Sheila Melgarejo 15/03/2012 às 1:28 pm #

    Oi Camila. Me chamo Sheila e, junto com a minha família (meu marido vai fazer o pós doutorado no Fraunhoufer), estamos indo morar em Jena . Fiquei bem feliz em achar o blog e esse post especificamente. Sou formada em Relações Públicas pela UFRGS e pretendo fazer o mestrado aí na Alemanha. Após pesquisar um pouco pela web,fiquei em dúvida com duas instituições bem diferentes, a Bauhaus e a Universidade de Leipsig. Agradeceria muito se você pudesse falar um pouco sobre a tua experiência no mestrado da Bauhaus, quem sabe me ajuda nessa indecisão. Ah, parabéns pelo blog, gostei muito!

    • Camilla Saloto 11/06/2012 às 11:18 am #

      Sheila, desculpe a demora em responder!!!
      Oba, está vindo pra Jena! Chega quando?
      Bom, eu nao sei muito sobre a universidade de Leipzig. Sobre a Bauhaus, no curso que eu faço eu estou amando! é puxado, são muitos projetos e antes de executá-los é claro que passa-se o semestre discutindo, melhorando daqui e dali. Ja tive e estou tendoo esse semestre problemas para achar um tema e definir um conceito para um dos meus projetos. mas é coisa que se resolve tranquilamente, só dá aquele stress inicial. Os professores com quem tive aula até hoje são tranquilos, tirando dois que deram um pouquinho de dificuldade, mas que conversando com jeitinho e educação com eles, deu pra levar e ainda ganhei nota máxima. A Bauhaus vale a pena por se ro berço do movimento e ser conhecida no mundo todo. Estour realmente muito feliz lá, eles são mais flexíveis do que a outra universidade onde eu estudei (uni Jena) e tem mais preparo para lidar com estudantes estrangeiros.
      Enfim, mais perguntas, até mesmo sobre Jena fique a vontade… Se preferir podemos conversar mais por e-mail, vc me escreve aqui que eu te respondo por la e aí vc vai ter o meu tb!🙂
      Beijos

  7. Carolina Midlej 10/06/2012 às 7:34 pm #

    Oi,Camilla! Que legal esse post! mas apesar de bem mastigadinho,queria uma “consultoria particular” rsrsrs seguinte:voltei da Alemanha há um ano e louquinha prá voltar,mas quero estudar artes (embora seja artista veterana,mas autodidata).O problema é que há muuuitos anos (sou veterana também na idade…)me graduei em Adm de Empresas que não tem nada a ver.Já tenho a relação de todas as universidades da Alemanha que teem o curso de Fine Arts como graduação.Veja,eu quero o que for mais viável,não importa se graduação ou pós.O que voce acha que é melhor eu tentar??perguntinha básica:estudante universitário estrangeiro pode trabalhar,ter mini jobs?Se voce me responder vai ajudar um monte!! E eu já agradeço.bjinhos e tudo de bom prá voce
    Carol

    • Camilla Saloto 11/06/2012 às 11:04 am #

      Carolina, primeiramente eu publiquei sua pergunta pois pode ser a mesma de outros leitores também. Eu vou te dar a resposta de acordo com o que sei da Universidade onde estudo (Weimar) e pelo que já ouvi de Offenbach. Não importa o curso que você fez no bacharelado. O que vai contar mesmo é seu portfólio. Portanto prepare-o com muito zelo. Inclua todo tipo de arte que você ja fez. Quanto mais versátil e flexível melhor. Inclua fotos (não apenas de pinturas, caso você pinte, ou de suas obras, mas fotos artísticas também), se você trabalha com video, inclua vídeos também. Se você trabalha com design tipo Illustrator, tem bom conhecimento de Photoshop, inclua trabalhos assim que mostrem sua capacidade em geral.
      A grande vantagem que nós temos é que muitas universidades oferecem mestrados nessa área há pouco tempo, ou seja, há lugares onde há mais vagas que alunos para se inscrever, oq ue geralmente nao acontece no bacharelado. Isso está para mudar, portanto é bom já preparar o portfolio e enviar para as universidades que você deseja se inscrever. Em casos raros (na minha universidade) você nem precisa ser formada em nenhum curso caso você ja exerça um trabalho na área de arte por algum tempo (acho que o mínimo é três anos), mas um B.A. é sempre bem vindo.
      Estudante universitário pode trabalhar sim. A carga máxima são de 90 dias se nao me engano, mas você pode entrar com um pedido de mais tempo. Algumas universidades oferecem ainda bolsa de estudos para estudantes estrangeiros.
      Espero ter ajudado um pouquinho.
      Beijos,
      Camilla

      • Carolina Midlej 11/06/2012 às 1:34 pm #

        MUITO!! Ajudou muitíssimo,mesmo Camilla.E o que é melhor:com notícias animadoras,eficiência e conhecimento de causa.Obrigada,beijão e…ich werde deine blog empfehlen rsrsrs Valeu.Quem sabe a gente se conhece por aÍ,né.

      • Camilla Saloto 11/06/2012 às 2:36 pm #

        Que bom e tomara hein! Ich drücke dir die Daumen🙂

  8. Marcia lobo 14/06/2012 às 8:57 am #

    Adorei tadas as informações passadas aqui gostaria muito de poder partilhar experiência . Estou a pensar em fazer mestrado na alamanha , sou licênciada em comunicação social , gostaria de fazer algo que têm a ver com o meu curso em que podem ajudar-me

  9. Andre Rocha 29/06/2012 às 4:38 pm #

    Alguma ideia sobre mestrado em Direito? Parabéns pelo blog!

  10. joao junior 26/07/2012 às 2:51 pm #

    Camila,estou pretendendo fazer mestrado na area penal, sou formado em direito, porem falo ingles e espanhol, nao sei nada de alemao, o que vc me indica, fazer um curso de alemao antes de ir, ou com ingles fluente da para se virar.
    Outra duvida, qual a universidade que vc me indicaria.
    Grato desde ja, fico no aguardo

    • Misskess 25/08/2012 às 6:32 am #

      Joao, há universidades que oferecem curso em ingles, acredito que também em direito, mas é sempre uma boa vc saber pelo menos o básico de alemäao para se virar melhor por aqui🙂

  11. Larissa Gregio 13/10/2012 às 8:15 pm #

    Antes de tudo, parabens pelo blog!!

    tenho uma duvida. Eu pretendo me inscrever num master of fine arts. Já tenho o portfólio e a base do projeto que quero desenvolver. Mas uma coisa que eu ainda tenho duvida é se além do portfólio, é também necessário enviar um pre-projeto? Se sim, existe algum padrão alemão que tenho que seguir como norma?

  12. Da-chan 03/07/2013 às 2:02 am #

    Olá, Camilla
    Muito interessante seu post e tb os esclarecimentos nos comentários.
    Comecei a acompanhar o Blog agora, pois, irei para Alemanha tb (ainda não sei ao certo a data).
    Tenho Bacharelado em Artes Plásticas e quero continuar os estudos/pesquisas por aí e seu post veio muitíssimo a calhar. Mas não vi a continuação… Vc comentou que é necessário apresentação de portifólio para ingressar no curso, poderia explicar melhor? Aqui, como comentaram, vc tem de elaborar um projeto e este tem de ser afim com a linha de pesquisa de algum dos professores do curso de mestrado/doutorado; ele tem de ter “vaga” em sua agenda para sua orientação e te aceitar como orientando… não preciso dizer que isso gera N tipos de problemas, né? Mas a apresentação de portfólio também assusta um pouco… que tipo de coisas os avaliadores “gostam”? O que eles esperam ver? Que tipo de aulas vc tem? Que projetos desenvolve? Pls, pode contar mais??!?!?!?!?

    • Misskess 28/11/2013 às 10:23 am #

      Desculpa a demora em responde,r fiquei um tempao sem internet e depois fazendo os trabalhos de fim de semestre.
      Pois bem, cada faculdade tem um critério. meu curso foi simples, juntei alguns trabalhos que eu já tinha, fiz uns outros e enviei. Algumas universidades colocam online uns exercícios que você tem que fazer e seu portfolio deve conter esses exercícios. Você pode incluir outros trabalhos, mas não é necessário. Na minha universidade esse tipo de procedimento é apenas para o bacharelado, para o mestrado você envia mesmo os trabalhos que você tiver. Não é necessário ter uma linha de pesquisa lá, pois é uma faculdade de arte e não um curso científico.
      Espero ter ajudado um pouquinho, qualquer coisa manda um e-mail: alemanhaeinfach@gmail.com
      Liebe Grüße,
      Camilla Saloto

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: