Arquivo | dezembro, 2010

>Resultado do Sorteio do blog

15 dez

>Oi Gente, vim aqui para apresentar o resultado do sorteio do blog!

1122 @vnsstrzz
1128 @falecomDiogo
1146 @francysap

Confira o vídeo do sorteio aqui embaixo.

Eu posso dizer que estava torcendo muito para algumaspessoas que se empenharam muito para levar a tabela, e fiquei até surpresa com o resultado. Mas não fiquem desanimados, no próximo ano vou fazer mais sorteios 🙂
Os que ganharam, por favor, mandem o endereço e nome completo o mais rápido possível para o e-mail alemanhaeinfach@gmail.com
Como eu vou viajar agora, é provável que eu não escreva no blog até o próximo ano, então já deixo meus votos de Feliz Natal e Próspero Ano Novo para todos!

PS: Feliz Aniversário para minha mãe!!!! Ich liebe dich Mutti!!!

>Adventskalender parte 2

13 dez

>

Ao longo do ano o blog trouxe muitas alegrias para mim. Agora o blog ganhou um presente de Natal: um Adventskalender. No post anterior eu expliquei o que é um Adventskalender. Falando sobre isso com um assíduo leitor do blog, o Francys de Andrade Pinheiro, comentei que procurei pela net se havia um para blogs, mas não encontrei nenhum e que se fosse no Brasil com certeza já existiria. O Francys então se dispôs a montar um aplicativo para Adventskalender para o blog. Preciso dizer que fiquei muito feliz? O difícil foi decidir o que viria no Inhalt do meu Kalender, e aí a única coisa que daria ainda tempo de fazer seria uma retrospectiva do blog. Por isso escolhi os 24 posts que de alguma forma foram mais importante ou mais comentado e Francys os  colocou no Adventskalender. Clique aqui para acessá-lo!
Falando em presentes de Natal, posso dizer que não sei se foi o blog ou eu, mas um presente lindo chegou até nós. O portal alemão para lusofonia da Embaixada da Alemanha no Brasil, entrou em contato comigo para reproduzir o post sobre a música “Noite Feliz – Stille Nacht, heilige Nacht”. Foi uma surpresa e tanto, fiquei super feliz!
Mas não são só os presentes de Natal que me trouxe alegria esse ano, os amigos que fiz com pessoas interessadas na cultura alemã, e mais recente, blogueiras aqui na Alemanha que também dividem um pouco do que veem, do que aprendem no dia a dia na Alemanha, enfim, que transmitem a sua visão do país para o mundo inteiro.
Enfim, o blog só me trouxe muita Freude!
Não esqueçam da promoção, quarta de manha eu faço o sorteio!

Calendário do Advento – Adventskalender

10 dez

 

O calendário do Advento surgiu no século 19, provavelmente vindo de uma família protestante para fazer a contagem até o natal mais animada, então montaram um calendário com 24 portinhas, cada uma delas guardava uma surpresa para as crianças. O calendário vai do dia 1 ao dia 24 de dezembro não sendo necessariamente um artigo religioso. Há vários tipos, vários tamanhos, vários formatos. Os feitos artesanalmente, como por exemplo por crianças, são uma gracinha! Não há nada mais romântico que ganhar um Adventskalender do namorado ou marido. Eles são vendidos por todo lado e os mais conhecidos tem chocolates guardados neles, alguns até cerveja… ou seja, a imaginação pode ficar solta na hora de preparar o seu Adventskalender. Há ainda aqueles com provérbios, frases e fotos. As empresas aproveitam essa época para distribuirem Gutscheine, que são cupons de desconto, ou mesmo prêmios.
Se você quiser testar e fazer o seu próprio, aí vai umas idéias…
 
Ich bin schon in Weihnachtsstimmung!!!

………………………………………………………EDITANDO…………………………………………………….
Demorou mas saiu, a DW acabou de lançar o Adventskalender online.. acabei de receber no facebook… Aí vai o link: http://www.dw-world.de/dw/0,,12457,00.html Viel Spass bei dem Öffnen der Türen 🙂

Noite Feliz – Origem

9 dez
Noite Feliz é a música tema de Natal no mundo inteiro, com mais de 300 traduções. Mas você sabia que essa música foi composta na Áustria em alemão? No original ela se chama “Stille Nacht, heilige Nacht” (Noite calma, noite santa).
A letra foi escrita pelo padre ajudante da igreja St. Nikolaus em Arndorf, Salzburg, Joseph Mohr, em 1816 e para as comemorações natalinas em 1818 o padre Franz Xaver Gruber criou a lindíssima melodia, que foi tocada pela primeira vez na noite de Natal da pequena vila austríaca, acompanhada apenas de um violão, já que o pequeno órgão da igreja estava com defeito. O que os dois padres nunca imaginariam era que a poesia que improvisadamente virou música tocada diga-se no bom português, naquele fim de mundo, viajaria para outros países e sobrevivieria também ao tempo.

A música saiu do Dorf quando em 1832 um mestre de órgãos ao tocá-la em Leipzig junto com outras músicas tirolesas, percebeu o quanto essa em especial agradara a população. A partir daí a “Stille Nacht, heilige Nacht” ganhou a Alemanha e Europa em geral entre andarilhos. Os compositores foram esquecidos e ela ganhou o status de Volkslied na Alemanha, ou seja, música popular. Foi o rei Frederico Guilherme IV da Prússia (da qual grande parte da Alemanha fazia parte) que, encantado com a melodia, foi atrás da sua história e encontrou, em 1854, o ainda vivo Franz Xaver Gruber que tinha sua versão original manuscrita da música.

Muitos americanos acreditam piedosamente que Noite Feliz é na realidade uma música popular americana. Ao se dar conta dessa realidade a escritora austríaca, Hertha Pauli, que fugiu para os Estados Unidos na época do Nazismo, escreveu um livro para ciranças contando a história verdadeira da música em “Silent  Night. The Story of a Song”.
A capela onde tudo começou é um ponto turístico indispensável para quem estiver nas redondezas de Salzburg, ela é conhecida hoje como Stille Nacht Kapela, Capela da Noite Silenciosa, Ou capela Noite Feliz na versão brasileira.
Stille Nacht durante a primeira guerra mundial
Em 1914 soldados franceses, alemães e ingleses cantaram simultaneamente a música, numa trégua de natal não oficial. Os alemães envolvidos no espírito natalino passaram a enfeitar seu front com temática natalina e a cantar músicas de Natal de la. Do outro lado os ingleses não queriam deixar por menos e passaram a cantar suas próprias canções. Em um determinado momento, tanto os britânicos e alemães, quanto os franceses estavam cantando juntos, cada um no seu idioma a canção mais bela do natal. Se não me engano já vi um filme sobre isso, alguém lembra o nome?
Após a música eles começaram a trocar votos natalinos, logo esqueceu-se, por um momento, os conflitos da guerra e as tropas resolveram se unir para celebrar o natal, trocando presentes como álcool, tabaco entre outras coisas que eles tinham no momento.
Noite Feliz sempre me encantou (tirando certas versões que é melhor nem comentar aqui). Ao saber sua história me apaixonei ainda mais por ela. Depois de aprender alemão e poder entender a letra no original, tenho só a dizer que é uma poesia e tanto. Aqui vai a versão original em Altdeutsch:

Stille Nacht! Heilige Nacht!
Alles schläft. Eynsam wacht
Nur das traute heilige Paar.
Holder Knab’ im lockigten Haar,
Schlafe in himmlischer Ruh!
Schlafe in himmlischer Ruh!

Stille Nacht! Heilige Nacht!
Gottes Sohn! O! wie lacht
Lieb’ aus deinem göttlichen Mund,
Da uns schlägt die rettende Stund’.
Jesus! in deiner Geburt!
Jesus! in deiner Geburt!

Stille Nacht! Heilige Nacht!
Die der Welt Heil gebracht,
Aus des Himmels goldenen Höh’n
Uns der Gnade Fülle läßt seh’n
Jesus in Menschengestalt!
Jesus in Menschengestalt!

Stille Nacht! Heilige Nacht!
Wo sich heut alle Macht
Väterlicher Liebe ergoß
Und als Bruder huldvoll umschloß
Jesus die Völker der Welt!
Jesus die Völker der Welt!

Stille Nacht! Heilige Nacht!
Lange schon uns bedacht,
Als der Herr vom Grimme befreyt,
In der Väter urgrauer Zeit
Aller Welt Schonung verhieß!
Aller Welt Schonung verhieß!

Stille Nacht! Heilige Nacht!
Hirten erst kundgemacht
Durch der Engel „Halleluja!“
Tönt es laut bey Ferne und Nah:
„Jesus der Retter ist da!“
„Jesus der Retter ist da!“

A versão mais conhecida da música é praticamente a mesma da apresentada acima, o que muda é que apenas as duas primeiras estrofes e a última são cantadas.
Esse foi o melhor video que encontrei com a música em alemão, mas no final eles cantam uma estrofe em inglês.

>Canais de TV na Alemanha

8 dez

>

Na Alemanha os canais de TV são um pouco diferentes do que estamos acostumados no Brasil. Aqui se tem os canais públicos e os canais comerciais (iniciativa privada). Os canais comerciais não são canais de TV paga como no Brasil. Mas deixa eu começar do começo porque é tudo tão complicado de explicar que eu até me perco!
Canais públicos
ARD, ZDF, 3Sat e Das Erste
Os canais públicos da Alemanha, pelo menos os mais conhecidos, são ARD, ZDF, Das Erste, 3Sat. A Deutsche Welle também é um canal público, mas ela é um braço da ARD, com uma função de apresentar a cultura e o idioma alemão para outros países, por isso muitas vezes ela é amis conhecida por estrangeiros do que pelos próprios alemães. Eu havia lido há muito tempo que ela havia sido criada na época do nazismo e por isso teria perdido o prestígio na Alemanha, mas não é verdade, ela foi criada como um programa de rádio da ARD e cresceu se tornando a empresa que é hoje, atuando inclusive como agência de notícias, tipo a BBC.
Taxas de telecomunicação
Esses canais públicos são em grande parte pagos pelo estado. Além dos impostos que se paga normalmente, existe uma taxa especial de telecomunicações, A GEZ (Gebühreneinziehungzentrale). Qualquer pessoa que tem um aparelho, seja do radinho a pilha até um computador ou celular que receba rádio, tv ou tenha acesso a internet, deve pagar essa taxa de recepção. De tempo em tempo o órgão responsável pela cobrança da tarifa manda uma carta para as pessoas, se ela não for respondida então eles enviam uma espécie de fiscais para ver se a pessoa tem algum desses aparelhos em casa, sobre o qual ela deva pagar a taxa. Mas as pessoas tem também o direito de não abrir a sua porta para os fiscais. Sendo assim muita gente usa esses serviços escondido. Internet, TV Digital e algumas TV’s a cabo que você liga no PC, são as maneiras mais fáceis de burlar a fiscalização por ser independente de um contrato. Você compra o aparelho e pornto, funciona.
Para ter TV a cabo ou TV digital na Alemanha você não tem que pagar necessariamente uma  mensalidade. Você compra uma peça e liga no computador. A quantidade de canais é geralmente menor do que se você contratar os serviços de uma empresa de satélite por exemplo, mas já é suficiente para ter os principais canais a disposição. 
Não é em todos os lugares que esses serviços estão disponíveis, na maioria sim, mas se você mora em regiões mais distantes do centro da cidade então você pode ter dificuldade de recepção.
Essa taxa é paga não apenas para cobrir os gastos com as transmissões, como também para o investimento em pesquisa e consequentemente para financiar a tentativa de manter a qualidade da TV pública. Como muita gente não paga então estabeleceu-se que, se não me engano, a partir de 2012 todo mundo vai ser obrigado a pagar a taxa. Atualmente o valor é 5 euros por m~es para rádio e 17 euros por mês para TV. No futuro o valor vai ser reduzido para 11 euros, não importando se você assiste TV ou não.
Alguns canais públicos tem apostado numa programação mais próxima aos canais comerciais, como o caso do canal ZDF. Muita gente acha um absurdo que eles tenham que pagar para que programas sensasionalistas como o famoso “Wetten dass…?” sejam produzidos. Por outro lado o canal afirma que precisa estar à altura da concorrência. Mas a função dos canais públicos não é concorrer com os canais comerciais, e sim prezar para que conteúdo de qualidade seja produzido. Infelizmente essa realidade anda distante de muitos programas.
Canais comerciais
RTL, VOX, Sat.1 e Pro7
O primeiro canal comercial da Alemanha foi ao ar pela primeira vez em 1985, que surgiu deapós uma longa conversa entre governo e empresários da organização chamada Programmgesellschaft für Kabel- und Sateliterundfunk ( PKS), algo como Programa da sociedade para radiofusão de satélite e cabo. O primeiro canal comercial a ir ao ar foi o Sat.1. Hoje os canais mais conhecidos são Pro7, RTL, o próprio Sat.1 e o VOX.
Esses canais se mantêm através de propagandas, anúncios etc.
Canais de TV paga
Existem ainda os canais de tevê paga na Alemanha. Sei muito pouco sobre eles. Geralmente se você paga para ter transmissão satélite ou mesmo transmissão a cabo de alguma empresa você tem mais de canais a sua disposição, não apenas alemães, mas do mundo todo. Existem vários pacotes dos mais baratos ao mais caro natürlich, os mais caros trazem canais premiers com exibição de filmes ainda não disponíveis nas outras emissoras, além de transmissão de jogos e também conteúdo adulto.
Diferenças entre os canais
Como os canais públicos não dependem tanto da audiência, geralmente eles possuem uma qualidade maior que os canais pagos. O canal ARD por exemplo sempre mostra uma qualidade superior no seu jornalismo nas pesquisas das universidades alemães. O nível de sensasionalismo do canal é menor, apesar de também existir. Apesar do canal ser público a independência jornalística deve ser mantida, segundo as leis da Alemanha. Os canais privados geralmente sobrevivem de programas de entretenimento que cuidam para tentar trazer paz a uma família problemática, ou relação problemática, ou ainda renovando carros, casas e por aí vai. São neles,  que passam reality shows como o próprio Big Brother (RTL). Eu não sei dizer qual canal de TV na Alemanha que é mais assistido. Sei que ARD é bem quotado, isso não significa muita coisa, e o Pro7 e RTL são também bem conhecidos. Mas qual é o campeão de audiência, isso eu não sei e também não sei se isso é possível de saber, como acontece no Brasil. Alguém que mora por essas bandas saberia me dizer?

>Acidente em programa alemão e o sensacionalismo na televisão

7 dez

>

Eu particularmente assisto raramente televisão na Alemanha. O máximo que vejo é o Tagesschau (Jornal) ou às vezes o canal N-TV ou N24 que são cnais de notícias 24 horas. Fora isso os programas com estilo do que a gente conhece no Brasil, como Show do Milhão, programas como casos de família, ou aqueles programas que renovam casa e carro das pessoas conseguem ser mais chatos do que os do Brasil. E o Big Brother alemão, a baixaria consegue ser muito maior e o nível muito pior que o brasileiro. O Big Brohter Brasil é programa infantil perto do Big Brother alemão.
Na Alemanha há uma diferença entre canais chamados públicos (öffentlich) e canais privados. Geralmente os canais públicos se preocupam mais con a qualidade do que vai ser exibido, enquanto os canais privados o que conta é a audiência.
Quanto maior ela for , mais propagandas e anúncios o canal recebe, lógico. Mas amanhã eu vou postar aqui sobre essas diferenças entre canais públicos e privados.
Como eu já disse os canais públicos prezam ou pelo menos deveriam prezar por mais quaidade e conteúdo na sua programação. Mas nem sempre essa regra é válida.
O canal ZDF por exemplo tem tido uma queda de qualidade nas suas programções. Pesquisas na área da comunicação feita pelas univrsidades já apontam essa tendência do canal de se aproximar ao estilo dos canais privados há um bom tempo. Mas foi no último sábado que o debate sobre a qualidade, principalmente do ZDF, esquentou, após um acidente no programa “Wetten dass…?”, apresentado por Thomas Gottschalk.

O candidato Samuel Koch apostou que conseguiria pular com esse equipamento ao lado, cinco vezes sobre carros em movimento. (O equipamento se chama em alemão Sprungfeder, não achei uma tradução para o português, mas achei essa foto na internet, nesse link. ) No último carro, dirigido pelo próprio pai Samuel, o rapaz perdeu o controle e caiu no chão, ficando la sem se mover. As câmeras desviaram prontamente do candidato e o programa foi interrompido.
Logo depois Thomas Gottschalk fez um pronunciamento sobre a interrupção do programa e falou ao público que Samuel Koch estava consciente e havia sentido as pernas. Porém as notícias quew saíram na imprensa nos próximos dias não foram tão otimistas. Samuel ficou alguns dias em coma artificial. Ao fim se constatou que o estudante de dramaturgia da universidade de Hannover não poderá mais mover braços e pernas e as chances que ele recobre os movimentos são pequenas, apesar de Samuel acreditar que vai poder voltar a andar.
A pergunta que se fazem na Alemanha, é em torno da necessidade de trabalhar com esse tipo de entretenimento, que pode trazer danos à saúde e com risco de morte. O diretor do programa afirma que o risco não foi tão grande, mas em se tratando de um canal público, é realmente necessário transformar a programação num circo armado estilo Coliseu?
São esses jovens em busca de fama, mesmo que por 15 minutos, os gladiadores contemporâneos. E o público realmente quer ver isso? Na psicologia da comunicação identifica-se uma série de estilos de telespectadores. Desde o sensation- seeker, ou seja aqueles que estão em busca de sensação e cada vez querem mais, até aqueles que simplesmente querem informação o mais enxuta e “neutra” possível. Cada personalidade atua na hora de tomar a decisão sobre o que assistir, seja na televisão, no teatro ou cinema. Mas há de se constatar que se programas com esses fazem tanto sucesso, é porque existe um público para eles, não é mesmo?
Agora fica a dúvida: “Wetten dass… ?” continua ou não? Segundo Thomas Gottschalk, o programa continua, e ele ainda defende o formato do programa afirmando que o telespectador tem que ter uma oferta de programas para que ele então decida o que ver. Ou seja, melhoras Samuel Koch, mas desculpa, o show tem que continuar…

PS: Eu não coloquei o video aqui porque acho muito apelativo, mas se você quiser, ver digita no youtube “Wetten dass Unfall” que você encontra.
PS2: Informação importantíssima: Justin Bieber está orando por Samuel Koch…
Fotos:
Printscreen da página do programa.
http://www.andoo.de/bilder/45ec55e80a3d9.jpg

>Alemanha e a figura do Papai Noel

6 dez

>

O Papai Noel nasceu na Alemanha!
Não, as coisas não são bem assim, o São Nicolau nasceu mesmo na Turquia. Mas eu não vou entrar muito em detalhes porque no blog da Angela, “Alemanha por que não?“, ela fez um post super informativo, mostrando que o Papai Noel na figura do bom velhinho surgiu na Alemanha apesar de Nicolau não ser alemão.
Dá uma passadinha lá no blog dela, vocês não vão se arrepender, além do Papai Noel há uma série de outros tópicos relacionados com o Natal na Alemanha e mais informações sobre o país, que além de ser a terra da batata, é também a terra que tem muito mais a ver com o Natal do que vocês imaginam!

Foto: Blog “Alemanha por que não?”

%d blogueiros gostam disto: