Arquivo | novembro, 2010

>Aprender Alemão Online. Links úteis para estudantes de alemão

30 nov

>

Você pensa em estudar alemão mas tem medo do idioma. Não quer se arriscar sem primeiro ter um primeiro contato com a língua?
Ou talvez você já estude alemão mas gostaria de fazer mais exercícios, praticar mais, melhorar a gramática e por aí vai?
Para isso eu fiz uma página aqui no blog: http://alemanhaeinfach.blogspot.com/p/se-voce-for-em-um-site-de-busca-e.html

Uma coletânea de links para vários tipos de pessoas que de alguma forma querem conhecer um pouquinho mais dieser deutschen Welt.

Aprender alemão não é nenhum bicho de sete cabeça. Mas também não é um idioma que se aprende sem um certo grau de dedicação. Qual grau? Aí depende da sua facilidade para aprender idiomas.
O alemão é uma língua com uma estrutura gramatical muito diferente da estrutura da língua portuguesa. Para se usar o passado por exemplo no alemão, usa-se o verbo ter ou estar com o verbo da ação no particípio.
Sendo assim, a frase “Eu cozinhei” é falada em alemão da seguine forma: “Ich habe gekocht”. Traduzindo ao pé da letra para o português a frase seria na verdade “Eu tenho cozinhado”. Muita gente fica com medo de usar o passado dessa forma, mas não se preocupem é assim mesmo. Apenas em narrativas literárias você encontra o passado do verbo cozinhar – “kochen” – sem ser no particípio. Por exemplo a frase “Naquele dia eu cozinhei” você pode encontrá-la da seguinte maneira: “An diesem Tag kochte ich.”
Além disso, a sintaxe e a posição de cada termo na frase também pode ser diferente do português. Continuamos com o exemplo “cozinhar”. Se você quer dizer ” Eu cozinhei arroz”, o termo arroz vai separar os dois verbos nessa frase, ficando dessa forma: “Ich habe reis gekocht”. Sim, o particípio vai sempre para o final da frase em uma frase principal. Na frase subordinada acontece algo semelhante, mas isso é um pouco demais para um post.
Os casos do alemão com suas declinações são meu pesadelo até hoje! Mas não por ser difícil e sim pela minha preguiça de pensar e decorar o gênero das palavras, que no alemão não é só dividido como masculino e feminino, eles ainda têm o neutro! Der, die, das respectivamente…
Outra curiosidade da língua alemã, é que todos os substantivos começam com letra maiúscula. As pessoas ainda me perguntam sempre como se dá conta de ler e falar as palavras gigantescas em alemão, mas com o tempo você nem as acha mais tão gigantescas, porque você se acostuma com elas. Além disso uma palavras gigantescas é na verdade a uniao de duas ou mais palavras. Sendo assim chá de frutas em alemão é Früchtetee. Simples assim 🙂
Essa é uma pequena introdução ao que vocês vão ver na página que eu fiz sobre aprender alemão online. Clica aqui e divirta-se!

Anúncios

>Alemanha e o inverno que chegou mais cedo

27 nov

>

Oi pessoal, estou passando rapidinho para atualizar o blog. Esse video bobinho aí em cima é um teste que eu fiz no picasa.  A verdade é que o inverno chegou com um mês de antecedência na Alemanha. O motivo?
Sinceramente nao sei. Li um artigo de um ambientalista russo que falou que a catástrofe do Golfo do México desse ano na plataforma de petróleo influenciou as ondas marítimas e por isso o inverno chegaria mai cedo e seria mais rigoroso.
Os cientistas alemaes falam que é besteira, e que um inverno antecipado ou mais frio pode sempre ocorre. O fato é que a paisagem está agora branca! A vantagem é que o mercado de natal já abriu! Estou doida para tomar um Glühwein, o vinho quente feito com laranja e canela e otras cositas mais que é tao popular aqui. Aguardem mais fotos em breve!
E aproveitem esse Weihnachtsgefühl aí, pois já estou sentindo falta de um natal no calor e na praia! Nostalgia de todo fim de ano, que nao parece fim de ano aqui…

Posted by Picasa

>Na Alemanha tem?

22 nov

>

Pois é, quem vem para Alemanha ou pensa em um dia vir, ou conhece alguém que está aqui costuma se deparar com essa pergunta. Na Alemanha tem requeijão? Na Alemanha tem pé de moleque? Na Alemanha tem isso ou aquilo? Afinal de contas o que tem na Alemanha? Ou o que é que a Alemanha tem?

Se vocês se deparou ou se depara com essa pergunta, então eu tenho um blog muito legal para recomendar a vocês. É o blog “Na Alemanha Tem?“. Esse é um dos tipos de blogs super descolados e interessantes que a gente encontr nessa onda de troca de idéias pela Blogosfera. Aliás eu acho que estava na hora de fazer um blogocontro com os blogueiros brasileiros na Alemanha. Nada mal a idéia huh?
A Mel é a autora do Blog e mora em Hamburg. Ela resolveu fazer um blog para facilitar a vida dos brasileiros recém chegados e perdidos pela Katorfellândia.
No blog dela você pode ver se aquele seu produto ou marca que você tanto gosta no Brasil tem por aqui também, ou pelo menos um genérico. Caso você não encontre o post dobre ele lá, pode entrar em contato com a Mel que ela pode tirar suas dúvidas.
#Ficaadica

>Alemanha. Momento diário!

15 nov

>

Um pedaço do Muro de Berlim
Muita gente me pergunta porque eu faço um blog. É sim interessante, mas eu perco meu tempo pesquisando, escrevendo e no fim não ganho nada com isso. Às vezes me dá vontade de perguntar para as pessoas porque elas ouvem música, vão ao teatro, ao cinema, vão passear, tirar fotos, escrever poemas e tantas outras coisas, que inclusive eu também faço. O blog é meu hobby! Aliás os meus blogs, pois eu tenho mais de um, cada um para um tema específico pelo qual eu me interesso.

Mas por que eu faço um blog sobre a Alemanha? Porque eu moro aqui, gosto de culturas diferentes e quero levar isso para outras pessoas. E o resultado é incrível. Quase todo dia um e-mail de alguém diferente que quer alguma informação, seja sobre estudos, sobre área de trabalho, moças que namoram alemães e tem insegurança quanto morar no país, não sabem como funcionam as questões burocráticas, outros com medo de vir para cá por causa de neonazistas, outros que estão para voltar pro Brasil e precisam de informações como por exemplo, se o diploma é aceito no Brasil e tantas outras questões e eu penso: Não vale a pena?
Não tenho todas as respostas para a quantidade de perguntas que me fazem, às vezes nem tenho muito tempo para responder a todas “sofort”, mas sempre que aparece uma brecha la vou eu para internet pesquisar!
Ainda tem aqueles leitores que vem dar sua opinião sobre um tema ou mostrar um novo ponto de vista.
Esse diálogo com meus leitores é fundamental para a sobrevivência do meu blog.
Por que eu estou escrevendo isso? Para agradecer aos meus leitores, para pedir um pouquinho de paciência para os que estão esperando uma resposta e para incentivar aqueles que tenham vontade de saber ou trocar idéia sobre a Alemanha.

>Alemanha, Europa e Estados Unidos: Medo da encomenda-bomba

14 nov

>Há mais ou menos um mês saiu nos noticiários que vários países, entre eles Estados Unidos, estavam colocando o alerta vermelho para os turistas que estavam com planos de ir a Europa. Órgãos de inteligência do mundo todo já estavam em alerta sobre possíveis tentativas de ataque.
Posso apenas dizer que não levo essas notícias muito a sério, às vezes acho que muitas delas são para trazer pânico à população.
Porém, logo após os avisos, pacotes com conteúdo explosivos passaram a ser enviados pelo mundo, segundo os jornais a maior parte deles vieram do Iêmen. Ao que parece os planos dos terroristas era acionar a bomba em locais importantes e cheios de turistas.
Um dos pacotes chegou até o Parlamento alemão, mas foi descoberto a tempo. O mesmo aconteceu com outros pacotes.
O último que eu fiquei sabendo passou pela a alfândega alemã de Colônia e quando já estava no ar a caminho da Inglaterra foi que os alemães receram informações sobre uma possível bomba camuflada em um dos pacotes no avião. Na Inglaterra acharam a dita cuja dentro de um impressora. Críticas quanto a falha de segurança por parte da alfândega alemã foi feita por outros países, mas o que fazer? Abrir todos os pacotes e conferir o que tem lá dentro é que não dá né?!
Ao que parece o grupo que enviou esse pacote com bomba queria que o avião explodisse chegando nos Estados Unidos logo antes de aterrissar, atingindo assim vítimas no solo.

Depois de ouvir tantas histórias com aviões e bombas dá até para ficar com medo de viajar por essas épocas né? Não é meu caso, vou bem para Lisboa em dezembro passar o Natal com meu tio. Vamos ver se eu sobrevivo 🙂

PS: Esse desenho simpático foi retirado do Blog do Ligeirinho

%d blogueiros gostam disto: