Dica de cinema – Oh Boy

28 nov

ohboyO cinema alemão tem se mostrado bem eclético. Entre obras de Til Schweiger e Matthias Schweighöffer, campeãs de bilheteria – seguem geralmente o gênero comédia romântica americano, onde os dois (Pasmem!) são sempre os gostosões da história nos seus filmes e pegam geral – há ainda espaço para filmes feitos para degustadores da mais fina obra visual, nós cinéfilos do cinema que foge das massas -o que é uma pena pois esses filmes mereciam ser campeões de bilheteria.

O filme que eu quero indicar para vocês é o “Oh Boy“. Uma comédia dramática com uma história simples, corriqueira: Um estudante de direito, Niko Fischer, que vai estudar em Berlim e acaba se perdendo no meio da metrópole. Abandona os estudos e se arrasta pela vida. Algo comum de se ver entre estudantes que vão para Berlim, uma cidade que oferece tantas possibilidades culturais e de lazer.

Você pode se perguntar: Por que ver um filme com uma história tão sem conteúdo?

Continuar lendo

Receita para o inverno – Apfelstrudel, strudel de maçã

10 jul

Sabe quando bate aquele friozinho e dá aquela vontade de comer um doce quentinho? Pois é, pensando no inverno daí resolvi traduzir para vocês uma típica receita de inverno aqui da Alemanha> Apfelstrudel, ou Strudel de Maçã.

350 g de massa folhada
500 g de maçãs de tipo mais azeda
55 g de açúcar e 1 colher de sopa extra
100 g de uvas passas
1 Pct. de açúcar de baunilha
1/2 colher cha de canela
35 g de nozes raladas (nao muito finas)
1/2 Limao (casca e suco)
55 g de farinha de rosca
35 g de manteiga
1 Ovo batido

Preparo:

Descasque as maçãs, parte-as no meio e tire as sementes. Corte a maçã em fatias e misture com 55g de açucar, açúcar de baunilha, nozes raladas, suco e casca de limão e as uvas passas. Derreta a manteiga, jogue a farinha de rosca, a canela, e a uma colher de chá de açúcar, mexa até a farinha de rosca ficar dourada. Misture a metade disso com as maçãs.

Preaqueça o forno em 200ºC. Passe o restante da mistura de farinha de rosca no meio de um terço da massa folhada. Espalhe bem o recheio e enrole a massa, nao muito apertada.  O lado da emenda você coloca para baixo. Pincele a massa com ovo. Faça cortes paralelos (regulares) na superfície da massa com uma faca bem afiada.

Deixe assar por 50 minutos até ficar dourado. Dependendo do forno pode ficar pronto antes, então cuidado na primeira vez que fizer.

Eu peguei a receita desse site em alemao:

http://www.chefkoch.de/rezepte/1307341235635896/Apfelstrudel-la-Marquise.html

Depois que testarem, contem o resultado :)

Apfelstrudel

PS: Um acompanhante comum do Apfelstrudel na Alemaha é um caldo de baunilha. Fica uma delícia!

Prostituição e tráfico de pessoas na Alemanha

31 mai

Spiegel

Eu sei que acabou de passar uma novela no Brasil falando sobre tráfico humano (e que detonaram a novela). Tentando olhar pelo lado positivo, é uma iniciativa louvável tentar alertar a população sobre esse problema real. Olhando pelo lado negativo a novela pecou na trama e o assunto acabou sendo recebido como chato por muita gente. Mas é um assunto sério que exige mais e mais mídia. Por isso vou postar hoje sobre matérias de jornais e revistas daqui na Alemanha que falam sobre o tema prostituição o e sobre sua associação direta com o tráfico humano.

Vou me concentrar mais na matéria da revista Spiegel que foi muito bem detalhada. A capa da revista Spiegel dessa semana discorre sobre a ineficiência das autoridades alemãs no controle da prostituição no país. Em 1º de janeiro de 2002 entrou em vigor uma lei que legalizava a prostituição na Alemanha. A ideia era que dessa forma o controle do setor do sexo se daria de maneira mais eficaz. Infelizmente passado pouco mais de uma década o que se ver é que pouco mudou. A revista faz uma comparação que para abrir uma lanchonete móvel é necessário requerir um standard DIN 10500/1. Com um bordel, quem o abrir deve apenas informar as autoridades que o fez. Não é necessário mais nada.  A revista questiona se as leis a cerca da prostituição no fim das contas não ajudem os traficantes.

Na materia, a revista entrevista ex-vítimas de tráfico humano. Uma delas por exemplo conta como chegou na Alemanha, e que no mesmo dia já teve que atender a clientes. Quando a policia batia no bordel ela ja tinha o texto decorado. Se a polícia as deportasse era tinha que retornar ao bordel por conta própria. Ela trabalava num bordel onde os clientes pagavam 100 euros e podiam ficar o tempo que quisessem com as prostitutas, um sistema de flat-rate.

A revista Spiegel ainda é irônica ao falar dos dados oficiais do governo alemão a respeito do tráfico humano. De acordo com a polícia federal a Alemanha não tem um problema com tráfico humano. Apenas 636 casos foram reportados, um terco a menos que dez anos antes. Dessas casos, 13 consistiam em menos de 14 anos e 77 eram menores de 18. Outra questão interessante no artigo diz respeito as leis contra prostituição na Suécia. Desde 1999 é ilegal comprar servicos sexuais lá. Dessa forma se pune não as prostitutas e sim os clientes. Apesar do governo sueco ter sido duramente criticado por sua postura “conservadora”, o resultado dessa política se mostrou positivo. Antes um em cada 8 homens já haviam se encontrado com prostitutas. O número caiu para 1 em cada 12 homens. E se v’e uma tendencia de envergonhamento por parte daqueles que ja foram clientes. A prostituição na Suécia é ainda uma realidade, mas o número de ruas “especializadas” em prostituição caiu pela metade e o número total de prostitutas estimado caiu de 2500 para de 1000 a 1500.

Na Alemanha a legalização da prostituição é bem aceita entre a maioria da população, segundo a revista, ou pelo menos tolerada. Enquanto a Suécia ve a prostituição como uma forma de exploração da mulher, na Alemanha os que ousam em mostrar uma opinião contrária são acusados de moralistas e puritanos. Apesar da prostituição estar associada a diferentes setores do crime (alem de tráfico humano, tráfico de drogas etc.), segundo a professora de direito da Universidade da Universidade cooperativa do estado de Baden-Württemberg, Rahel Gugel, o governo não tem interesse em dar uma devida atenção ao tema.

A matéria da revista foi criticada por prostitutas e grupos a favor da prostituição. Uma das entrevistadas da revista inclusive acusa que eles usaram o que ela falou para fundamentar seus argumentos. A matéria foi porém originada após resultados de estudos de pesquisadores que afirmam que a legalização falhou no seu objetivo. Não apenas a revista Spiegel como outros jornais e revistas online também dedicaram espaco para matérias a respeito.

Fontes:

Spiegel Online em inglês. A versão alemã foi apenas impressa.

Augsburger-Allgemeine: A história de uma garota que era obrigada a se prostituir 10 horas por dia.

Der Westen: Explode o número de prostitutas da Europa oriental em Bochum.

Presserelations: Partido verde exige mais proteção legal à prostitutas.

Brigitte: 10 fatos sobre a prostituição na Alemanha

Hundertwasser: arquitetura do faz-de-conta na Alemanha

15 mar
Waldspirale, Darmstadt

Waldspirale, Darmstadt

Quando se fala em arquitetura a referência para nós brasileiros é Oscar Niemeyer, que infelizmente nos abandonou no fim do ano passado. Mas se a gente der uma olhada pelo mundo a gente encontra também muitos outros grandes arquitetos que são autores de obras incríveis. Eu vou falar hoje do austríaco de Viena Hundertwasser.

Como eu não quero transformar esse post em um artigo à la Wikipedia, eis aqui links da própria Wikipedia para vocês conferirem sobre o Hundertwasser:

Em inglês

Em alemão

Em Espanhol

Em portugues (nem perca se tempo, la nao tem nada! Trotzdem posto aqui). Continuar lendo

Filme de Reveillon na Alemanha: Dinner for one

24 dez

A pedido da leitora Regina eu vou postar para vocês um filme típico de ano novo que os alemaes amam assitir. Se chama Dinner for One.

É um divertido filme que mostra uma senhora ja de idade que comemora seu aniversário de 90 anos. Seus convidados, todos na verdade já mortos, portanto nao presentes, sao entao interpretados pelo seu mordomo, que no final da noite, depois de beber o vinho de cada um, já mal se aguenta em pé. A famosa frase do filme “the same procedure as last year” se repete várias vezes até a senhora enfatizar no final: “the same procedure as every year.

Esse filme foi adotado pelos alemaes como o filme da noite de reveillon e passa no canal ARD e em seus canais (canais públicos filiados a ele).

Aí o Link!

Mais informacoes no Wikpedia: Podem passar pro espanhol se quiserem, portugues nao tem.

PS: Desculpem a falta de acentos, estou  em um pc sem portugues!

Frohe Weihnachten und guten Rutsch ins neue Jahr! Feliz Natal e uma boa virada de ano!!

Presentes de Natal dos alemães

21 dez

Oi gente!

Sumi, como sempre a boa e velha desculpa da faculdade! Um trabalho atrás do outro! Mas agora é (quase) natal e a festa natalina fica ainda mais linda com neve caindo…

Mas o tema do post é outro, as coisas estranhas (para nós brasileiros) que os alemães costumam dar de presente de natal.

Imagina a cena, aquele embrulhinho lindo piscando para você la embaixo da árvore e quando você abre é… tchan tchan tchan tchan tcharaaaannnnn> Um desodorante!!! Ou uma linguiça (sem trocadilhos, bitte) ou um mel especial produzido apenas pelas abelhas cibernéticas da Finlândia após sugar o melzinho de um tipo raro de flor que surge todo ano no mesmo lugar e por apenas 24 horas em noite de lua cheia!

Exageros a parte, a banda toca nesse ritmo, mas sempre acompanhando  presentinhos, errr, digamos, exóticos(?), tem um chocolatezinho para fazer um afago (se você não gosta de chocolate se morra-se bebendo seu desodorante, talvez com algum trauma eles aprendam!).

Pois é, movida nesse medo do que me espera no dia 24.12.12 (nem tive medo do fim do mundo, meu medo é o dia 24 mesmo) espírito natalino de dar e receber (SEM SEGUNDO SENTIDO CARAMBA!!!) eu resolvi fazer esse video.  Espero que vocês curtam e bitteeeeeee se inscrevam  no canal e comentem e compartilhem, ajudem essa pobre blogueira  (carinha do gato de botas do Shrek -.-).

PS: Todo ano fica a dúvida: Dou  um presente à la alemães já de vingança prévia ou dou à la brasileira com a esperança que eles percebam algo e façam diferente da próxima vez? Que vocês acham? Esse ano, eu humildemente confesso, a alma brasileira falou mais alto. Mas nao posso contar aqui pois os Deutsche em questão sabem português :)

 

Casas na Dinamarca

30 nov

Casas na DinamarcaHoje volto ao blog com fotos. Ou melhor, colagem. Mas dessa vez não é  Alemanha que vai ser retratada e sim o país que faz fronteira ao norte: A Dinamarca

Adorei voltar a Dinamarca e ver as casinhas que tanto me encantaram quando estive lá pela primeira vez, por causa do meu casamento.Esse estilo é conhecido do inglês Cottage. A origem desse tipo e arquitetura é humilde. Essas casas eram construídas com argila e o telhado feito de palha que era trocado com frequencia e habitadas por pescadores e agricultores. Geralmente essas casas eram divididas em cozinha, sala e um quarto de dormir. Por ser simples essas casas não ficavam aquecidas o suficiente, já que só havia uma lareira para aquecer toda a casa. Por isso era comum as familias colocarem o gado dentro de casa para ajudar no aquecimento. Algumas familias construíam as casas em regiões com musgos já que neles era possível encontrar uma substancia chamada Turfa, que facilitava o aquecimento. A origem desse tipo de casas é inglesa/irlandesa (tinha que ser, para eu amar só mesmo tendo estilo inglês, já que sou fascinada pela inglaterra e arredores).

Hoje esse estilo passou a ser cult e muita gente até com mais renda vive nesse estilo por puro gosto. Claro que as casas construídas atualmente seguem os padrões atuais de aquecimento. Com o passar do tempo o telhado de palha foi substituído por madeira, ferro, ardósia, betume e até ferro. Mas são as casinhas de telhado de palha que dão um encanto especial a paisagem, principalmente quando elas ficam verdes por causa dos musgos. Em qual das casas acima você gostaria de morar?

PS: Detalhe para a placa com o nome da rua, adorei a sensacao de estar em outro país com uma língua tão esquisita como a alemã :)

PS2: Eu amo falar alemão e adoraria aprender outras línguas esquisitas como dinamarquês, finlandês, sueco, russo…

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.191 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: